Facebook apresenta projeto para jornalismo: veja o que o marketing de sua empresa pode aproveitar disso

26 Janeiro 2017

O projeto para jornalismo deve influenciar na produção e na promoção de conteúdo no Facebook. Se sua empresa possui uma fan page, então você precisa estar por dentro dessas atualizações.

Nos últimos anos, o Facebook tem sido responsável por mudanças de alto impacto no âmbito pessoal e profissional das pessoas. Para profissionais de marketing, se tornou uma plataforma muito boa para geração de tráfego, Leads, vendas e, sobretudo, para relacionamento com o cliente.

Outras áreas também foram muito impactadas com o desenvolvimento do Facebook, como o jornalismo. É nítido que a forma como consumimos notícias mudou graças ao feed e ao algoritmo da rede social.

Sabendo disso, o Facebook apresentou em janeiro deste ano um projeto para jornalismo. Fidji Simo, diretora de produto do Facebook, escreveu um comunicado oficial comentando os motivos que levaram a empresa a adotar essa postura.

“Anunciamos um novo programa para estabelecer laços mais fortes entre o Facebook e a indústria jornalística. Nós vamos colaborar com empresas de notícias para desenvolver produtos, aprender com jornalistas quais são as melhores formas para criar parcerias e vamos conversar com publishers e educadores para entender como podemos ajudar as pessoas a se tornarem leitores informados na era digital” – Fidji Simo, diretora de produto do Facebook.

Como essa atualização impacta em uma estratégia de Marketing Digital?

O projeto para jornalismo deve influenciar na produção e na promoção de conteúdo no Facebook. Se sua empresa possui uma fan page, então você precisa estar por dentro dessas atualizações.

O Facebook para jornalismo atuará em três frentes:

  1. Colaboração no desenvolvimento de produtos
  2. Treinamento e Ferramentas para Jornalistas
  3. Treinamento e Ferramentas para Todos

Fidji Simo confirmou que o Facebook consegue atender melhor os usuários e os parceiros quando trabalham juntos no desenvolvimento dos produtos.

Confira abaixo algumas ações que foram citadas no comunicado:

1. Novos formatos para contar histórias

O Facebook quer trabalhar com parceiros para desenvolver formatos atuais (Live, 360, Instant Articles etc.) e criar formatos inteiramente novos.

Fidji Simo cita alguns exemplos. Contou que a empresa tem ouvido de editores que eles querem apresentar pacotes de reportagens para seus leitores mais assíduos no Facebook. Sabendo disso, informou que já estão começando a trabalhar com vários parceiros sobre como fazer isso da melhor maneira possível. E continua:

Vamos começar testando o uso de Instant Articles para essa finalidade, de modo que os leitores possam ver múltiplas matérias de seus veículos de imprensa favoritos. Isso é um teste preliminar — e continuaremos a trabalhar com nossos parceiros para tornar esse produto relevante para eles.

Qual o impacto?

Se sua empresa já faz Marketing de Conteúdo, essa é uma boa notícia.

Novos formatos para contar histórias significa que o Facebook estará trabalhando durante o ano para trazer novas maneiras para empresas produzirem e distribuírem conteúdo dentro da rede social.

2. Fomentar notícias locais

O Facebook está interessado em explorar o que pode ser construído com os parceiros para fomentar notícias locais e promover a mídia independente.

É uma ideia ainda bastante embrionária, mas a empresa quer começar a falar sobre isso desde agora para que possa receber sugestões de redações e de jornalistas.

Qual o impacto?

Como foi falado, é uma ideia ainda que está se desenvolvendo e não se sabe o que exatamente vai nascer dela.

Mas é possível que isso seja útil para negócios locais que fazem Marketing de Conteúdo. Relacionar seus conteúdos com notícias locais pode ser uma estratégia interessante para sua empresa se esse for o seu caso.

Leia mais sobre o assunto no post Como fazer Marketing de Conteúdo para negócios locais.

3. Desenvolvimento de modelos de negócios

O Facebook vai trabalhar junto a parceiros para ajudar a desenvolver os modelos de negócios novos e existentes. Fidji Simo escreveu que:

Uma área chave de colaboração são os modelos de negócios existentes e os que estão surgindo. Muitos de nossos parceiros têm renovado os esforços para ampliar suas assinaturas, e nós já começamos a explorar formas de apoiar esses esforços.[…] Vamos continuar trabalhando em opções de monetização para os parceiros, como expandir nossos testes de inserção de anúncios em transmissões pelo Live para um grupo maior de parceiros e explorar a inserção de anúncios em vídeos gravados.

Qual o impacto?

Em breve, poderá estar disponível para todos a inserção de anúncios em meio a vídeos gravados e transmissões ao vivo. Ainda não há nada completamente definido mas, a princípio, seriam anúncios de até 15 segundos.

Isso deve beneficiar empresas que querem utilizar esse formato para amplificar o alcance da audiência e os próprios publishers, que receberão uma generosa fatia dos rendimentos (assim como o YouTube, será 55%).

4. Treinamento e ferramentas para jornalistas e para toda a comunidade

O Projeto Facebook para Jornalistas também tem a ver com educação. A empresa está comprometida a treinar jornalistas e usuários para que eles saibam usar melhor a rede social.

Três itens podem ser destacados dessa nota:

  • Discernimento de notícias: O Facebook vai trabalhar com organizações sobre como melhor compreender e promover o discernimento de notícias críveis dentro e fora da plataforma. O objetivo é ajudar as pessoas na comunidade a terem a informação que elas precisam para decidir em quais fontes podem confiar;
  • Esforço permanente para combater boatos: Isso significa que o Facebook está comprometido a reduzir ainda mais a disseminação de boatos na plataforma, incluindo formas mais fáceis para as pessoas denunciarem conteúdos duvidosos e novos esforços para eliminar incentivos financeiros a spammers. Além disso, foi lançado um programa em colaboração com a Poynter para que signatários do Fact Checking Code of Principles possam identificar boatos na plataforma;
  • Nova Ferramenta: O Facebook comprou recentemente a Crowdtangle, uma ferramenta que ajuda editores a rastrear como seu conteúdo se espalha na web, mede a performance de matérias nas redes sociais e identifica influenciadores. A ferramenta se tornará gratuita.

Qual o impacto?

Para o profissional de marketing, isso significa que o Facebook investirá ainda mais em treinamentos gratuitos sobre boas práticas de uso da rede social, como o Facebook BluePrint.

Esse esforço indica que o Facebook está procurando qualificar as pessoas a utilizarem a rede social da melhor maneira possível, gerando resultados e ajudando no crescimento de empresas.

Também influencia diretamente na produção de conteúdo. Empresas que criam notícias falsas ou com informações de baixa credibilidade não terão o mesmo alcance de empresas que criam conteúdo com responsabilidade.

Por fim, com o Crowdtangle, as empresas possuem agora mais uma opção gratuita dentro da plataforma para analisar a performance de seus conteúdos nas redes sociais.

Facebook apresenta projeto para jornalismo: veja o que o marketing de sua empresa pode aproveitar disso

Comentários

Receba nossa newsletter

Cadastre-se e receba conteúdos relevantes
no seu e-mail.


É rápido, fácil e gratuito.