Não é em toda praia que se encontra a tranquilidade

07 Março 2017

Caxiense Bruno Atti lança sua segunda obra, o suspense policial ‘Praia da Rocha’

À beira de sofrer uma crise de estresse, o agente federal gaúcho Edson Fernandez é afastado temporariamente de suas funções de combate ao narcotráfico nas fronteiras brasileiras e aconselhado a tirar umas férias. A fim de não contrariar o diagnóstico psiquiátrico e de evitar mais um ataque de pânico em meio a uma ação policial, Edson então ruma a uma praia que lhe traz boas recordações de infância, a pacata Praia da Rocha. É lá que pretende “colocar os nervos no lugar”. Mas será impossível relaxar a partir do momento em que ele percebe situações muito estranhas acontecendo ao seu redor. Sua intuição de detetive vai aflorar novamente, e ele não vai descansar até descobrir que coisas horrendas são aquelas.

Assim resume-se o suspense policial Praia da Rocha, segundo livro do escritor caxiense Bruno Atti, financiado pelo Financiarte da Prefeitura de Caxias do Sul, que tem lançamento marcado para o dia 25 de março, na Livraria Do Arco da Velha. A posição geográfica da Praia da Rocha é próxima a Sombrio, litoral sul de Santa Catarina, mas ela é uma praia fictícia. As situações que movem a trama do livro, no entanto, são muito mais comuns do que imaginamos, e da mais repugnante realidade.

O desafio da segunda obra não intimida o escritor de 33 anos, autor também de O Legado do Führer. Sua estreia na literatura foi um sucesso. Lançado em 2015, O Legado... teve a primeira edição esgotada em menos de um ano. Foi muito bem aceito pelos leitores que gostam de exercitar seu poder de dedução em meio a pistas e personagens suspeitos. “Em Praia da Rocha minha narrativa cresceu, amadureci em relação à criação de cenários, situações e diálogos”, observa Bruno Atti, leitor voraz de obras de autores como Stephen King e Carlos Zafón.

Narrado em primeira pessoa, Praia da Rocha provoca ao máximo o detetive que há em cada um de nós. O estilo novelista conduz o enredo em capítulos rápidos, o leitor se vê forçado a virar a página o quanto antes. Há suspeitos por todos os lados, e tanto o protagonista quanto o leitor ficam às escuras, procurando desvendar o mistério na ânsia de fazer valer a Justiça. 

Edson Fernandez, aliás, é abnegado por Justiça, e essa busca permanente tornou o policial um case nas ações às quais foi destacado, tamanha sua dedicação no combate ao crime. O personagem já fora visto atuando em O Legado do Führer. “Na verdade, O Legado surgiu durante a produção de Praia da Rocha, o qual acabei interrompendo por conta disso. Praia da Rocha conta um acontecimento anterior ao O Legado, e é nela que surgem os traumas psicológicos com os quais o protagonista tem de lidar”, explica o escritor.

Serviço

Praia da Rocha – 352 páginas – Quatrilho Editorial/Editora Belas Letras

Lançamento dia 25 de março, das 10h às 13h, na Livraria Do Arco da Velha (Dr. Montaury, 1570 – Caxias do Sul)

Preço sugerido: R$ 34,90

O livro tem financiamento do Financiarte, da Prefeitura de Caxias do Sul.

Não é em toda praia que se encontra a tranquilidade

Comentários

Receba nossa newsletter

Cadastre-se e receba conteúdos relevantes
no seu e-mail.


É rápido, fácil e gratuito.